COMO CUIDAR DO CABELO NO INVERNO

COMO CUIDAR DO CABELO NO INVERNO

[ INVERNO: COMO CUIDAR DO CABELO E EVITAR OS PROBLEMAS MAIS COMUNS DA ÉPOCA ]

Especialista do Instituto Embelleze ensina a identificar cabelos ressecados e os melhores tratamentos para cuidar e manter as madeixas saudáveis e bem hidratadas.

No inverno, com a baixa umidade do ar e as temperaturas mais frias, o corpo transpira menos, com isso a pele e o cabelo mudam de textura, ficando mais ressecados. Isso acontece pela diminuição do manto hidrolipídico, uma camada natural da pele formada pelas glândulas sebáceas e sudoríparas e que é vital para lubrificação e proteção do couro cabeludo e pele.

Algumas pessoas sentem esta mudança mais drástica, outras até provocam este efeito por abusar dos banhos quentes, por exemplo. Segundo a instrutora de cabelo e barba do Instituto Embelleze da unidade Portão em Curitiba, Cristiane Cotrin, a alta temperatura da água é uma das causas mais comuns da diminuição da ação do manto hidrolipídico.

Reconhecer um cabelo ressecado é bastante simples. Normalmente, eles ficam com mais frizz, mais embaraçados e com pontas duplas. A luminosidade também fica prejudicada, sendo que cabelo seco é sinônimo de cabelo opaco e sem brilho.

“Para evitar que isso aconteça, é importante investir em máscaras hidratantes capilares com ação rápida, que podem ser utilizadas durante o banho para manter a maciez dos fios. Lavar as madeixas com água morna também ajuda,” recomenda. Por outro lado, deve-se utilizar com cautela os tratamentos conhecidos como detox, que costumam combater a oleosidade.

Curtos ou longos?
Cabelos curtos e longos merecem atenção especial, mas, manter as madeixas longas e bem hidratadas é mais desafiador. “Cortar os cabelos a cada 90 dias é importante, pois ajuda a eliminar as pontas duplas que provocam o embaraço e quebra dos fios, especialmente os saudáveis, o que pode atrapalhar o crescimento.” Uma novidade é o corte terapêutico ou bordado, que foca na eliminação das pontas duplas, secas e danificadas, sem mexer no comprimento ou no corte.

E a coloração?
Além do banho quente, outro hábito que exige cuidado é a coloração dos cabelos, especialmente para quem não abre mão de mudar o tom para acompanhar tendências da estação. Fios mais secos também tendem a ser mais porosos. O problema é que a porosidade favorece a absorção de cor, mas, por outro lado, também facilita a perda. “É indicado tratar as madeixas antes e depois da coloração, hidratando e nutrindo os fios para que a cor tenha longa duração, sem desbotamento e com fios macios e brilhantes,” explica Cotrin.

Em qual produto investir?
Para manter a qualidade dos fios, brilho e maciez vale investir em tratamentos semanais para hidratação e nutrição. Quem faz escova com frequência deve usar sempre produtos pré-escova: protetores térmicos, defrizantes e leave in. Para finalizar a escova vale apostar em um óleo finalizador, reparador de pontas ou sérum. Segundo a especialista, outra dica importante é evitar prender os cabelos com presilhas metálicas, que podem favorecer a quebra dos fios.

Créditos:
Texto: Cristiane Cotrin
Fonte: Instituto Embelleze
Foto: Megan Lewis

Sobre o Instituto Embelleze
Fundado em 1998, o Instituto Embelleze é a maior rede de franquias da América Latina voltada para a formação profissional em beleza. Aderiu ao franchising em 2003, após parceria firmada com a SMZTO Holding de Franquias. Pioneira no setor, a rede acredita que é possível transformar vidas por meio da educação e capacitação de profissionais na arte de embelezar. Presente em todo o território nacional, a marca possui aproximadamente 400 unidades no Brasil e inicia o processo de expansão internacional com uma unidade no Equador. Em 15 anos, já soma mais de 1 milhão de profissionais formados como cabelereiro, barbeiro, maquiador, depilador, manicure e pedicure, designer de sobrancelhas, entre outras especializações. Em 2018, a rede recebeu o seu décimo Selo de Excelência em Franchising, concedido pela Associação Brasileira de Franchising (ABF).